Policiais Militares do 2º Batalhão recuperam bens subtraídos durante roubo e cárcere privado

Na última sexta-feira, em uma operação ágil e estratégica, policiais militares do 2º Batalhão de Polícia Militar, localizado em Três Lagoas, Mato Grosso do Sul, conseguiram recuperar todos os bens subtraídos durante um incidente de roubo e cárcere privado em Brasilândia.

Segundo relatos das autoridades, uma guarnição da Força Tática do 2º BPM foi acionada na segunda-feira à noite após receber informações sobre um roubo que havia ocorrido por volta das 19h30min no assentamento Almanara, na cidade de Brasilândia. O incidente envolveu quatro indivíduos encapuzados, armados, que invadiram uma propriedade, renderam os moradores e os trancaram em um dos quartos da residência. Durante a ação, foram subtraídos cinco aparelhos celulares, dois televisores, uma motocicleta Honda NXR160 Bros e um caminhão Ford F4000.

Com base nessas informações, os policiais se deslocaram rapidamente pela rodovia BR158, no sentido Brasilândia, com o objetivo de interceptar os criminosos, caso tentassem fugir em direção a Três Lagoas.

Próximo ao KM20 da rodovia, os policiais se depararam com o veículo Ford F4000, que havia sido roubado, vindo em sentido contrário. Ao tentarem abordar o veículo utilizando sinais sonoros e luminosos, os policiais foram surpreendidos pela desobediência à ordem de parada. O motorista do veículo F4000 disparou tiros contra a equipe, forçando os policiais a reagirem para repelir a agressão.

Durante a troca de tiros, o condutor do F4000 direcionou o veículo para um matagal e todos os ocupantes fugiram em meio à vegetação, escapando da captura policial.

Após uma minuciosa vistoria no veículo, foi constatado que os aparelhos celulares, os televisores e a motocicleta Honda Bros estavam em seu interior. Todos os itens roubados foram recuperados pela polícia e encaminhados à Delegacia de Polícia para análise pericial, visando identificar os autores do crime.

As autoridades continuam empenhadas em investigar o caso, utilizando os itens apreendidos como peças-chave para desvendar os responsáveis por este ato criminoso.