Serviço da Saúde de Três Lagoas leva atendimento humanizado à domicílio

Oferecer uma atenção mais humanizada. Esse é um dos objetivos do Serviço de Atendimento Domiciliar (SAD), prestado pela Prefeitura de Três Lagoas desde 2019, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), que tem levado regularmente atendimento médico multidisciplinar à pacientes acamados e/ou domiciliados que demandem atendimentos sequenciais em saúde.

Atualmente, a equipe do SAD tem a capacidade de atender 60 pacientes por vez e realiza o trabalho em todo o território de Três Lagoas, sendo que a maior parte da demanda está concentrada nas regiões de maior vulnerabilidade socioeconômica da cidade, e a frequência das visitas domiciliares acontecem de acordo com a necessidade de cada paciente. Alguns recebem a equipe do SAD diariamente, como pacientes que têm alguma lesão, outros, uma vez por semana.

A coordenadora do SAD, Daiane Trevisan Torres, conta que o trabalho realizado pela equipe além de muito trabalho técnico, demanda muito amor, carinho e empatia com o paciente, pois os profissionais estão entrando no ambiente protetor desta pessoa que é o seu lar. “Durante o desenvolvimento do trabalho a equipe e o paciente acabam desenvolvendo uma amizade pautada em respeito e admiração mútuos, não só com a pessoa que está recebendo o tratamento, mas também com toda a família.”

Durante todo o processo as equipes acompanham a rotina, os anseios e dificuldades familiares e no decorrer do tratamento o objetivo é levar mais autonomia à família, além de reforçar a qualidade do trabalho do cuidador/familiar para que a alta ocorra sem maiores resistências.

“Nós percebemos que quanto maior é a afinidade da equipe com a família, melhor este paciente é cuidado/reabilitado. Portanto, além de toda a bagagem técnica que é necessária para cuidar e reabilitar este paciente, sem a humanização, poucos seriam os resultados. A família que é acolhida e se sente segura, do ponto de vista humano e social, gera melhores resultados”, afirmou a coordenadora do programa.

PERFIL DOS ATENDIDOS

O perfil dos pacientes do SAD, na grande maioria, são pacientes com sequelas graves, que sofreram traumas, como raquimedular; pacientes que sofreram acidente vascular encefálico (AVE), pacientes com doenças neurodegenerativas, pacientes com demências, pacientes com neoplasias; pacientes em cuidados paliativos; pacientes pós covid-19 com sequelas motoras e respiratórias; pacientes em desnutrição, compreendendo pacientes com deficiências de várias origens, com perdas de suas funções motoras, fisiológicas e/ou sua capacidade cognitiva.

VANTAGENS DO SERVIÇO À DOMICÍLIO

Dentre as inúmeras vantagens do Serviço de Atendimento Domiciliar podemos destacar a redução dos riscos de infecções, como no ambiente hospitalar, traz a humanização para o atendimento, o que contribui no desenvolvimento do paciente, uma vez que está em seu ambiente seguro, recebendo o tratamento necessário e contando ainda com a interação familiar.

A coordenadora do SAD reforçou que a relação com a família pode ser considerada muitas vezes até mais importante do que com o próprio paciente, uma vez que o familiar/cuidador vai receber toda a orientação de como cuidar deste enfermo. Já na admissão do paciente no Programa, um cuidador precisa se responsabilizar em receber toda a orientação e aplicá-la conforme a necessidade do paciente.