Cobrança por reparo de Freezer culmina em tentativa de homicídio em Três Lagoas

Um homem de 35 anos foi vítima de um ataque a faca em meio a uma discussão sobre um reparo de freezer na noite de quinta-feira (30) na rua 37, localizada no bairro Vila Piloto V, região leste de Três Lagoas.

O Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar foram acionados por volta das 19h para atender a ocorrência de uma tentativa de homicídio. Ao chegarem ao endereço, os policiais encontraram uma mulher que se identificou como esposa do suspeito do ataque.

Segundo relatos da esposa do agressor aos policiais, seu marido, um homem de 32 anos especializado em reparos de refrigeradores, havia sido cobrado pela vítima devido a um atraso na devolução de um freezer em conserto. A cobrança teria desencadeado uma discussão acalorada entre o suspeito e a vítima.

Durante a discussão, o suspeito, segundo relatos, teria se exaltado e agredido a vítima com uma faca, atingindo-o no abdômen. Posteriormente, os militares do Corpo de Bombeiros prestaram os primeiros socorros à vítima e a encaminharam ao Hospital Auxiliadora para tratamento médico urgente.

Quando questionada sobre o paradeiro do esposo, a esposa do suspeito informou aos policiais que ele havia deixado a residência com o carro da família, sem revelar seu destino.

Os policiais foram até o hospital para obter mais informações sobre o ocorrido e conversaram com a vítima, que corroborou a versão dada pela esposa do agressor.

Segundo informações fornecidas pelos médicos do Pronto Socorro do Hospital Auxiliadora, a vítima foi atingida no abdômen, causando danos ao fígado, e a cirurgia seria necessária.

Após reunir as informações, os policiais encaminharam o caso para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário), onde foi registrado o crime como tentativa de homicídio. A investigação está sob responsabilidade da 2ª Delegacia de Polícia Civil.

Este incidente destaca a importância da resolução pacífica de conflitos e a necessidade de abordagens não violentas em situações de desentendimentos, especialmente em questões comerciais, a fim de evitar desfechos trágicos como esse.