Hospital Regional da Costa Leste é apontado para a implantação de protocolo cardiológico

A Secretaria de Estado de Saúde (SES), realizou uma reunião de alinhamento na terça-feira, 12 de março, para discutir a implantação do Projeto Fibrinólise, Infarto Agudo do Miocárdio com Supra do Segmento ST (IAMCSST) no Hospital Regional da Costa Leste Magid Thomé, em Três Lagoas.

O projeto, parte do Regionaliza MS, visa estabelecer um protocolo de diagnóstico e tratamento do IAMCSST utilizando agentes fibrinolíticos em unidades de urgência e emergência, mesmo sem serviços de cardiologia ou hemodinâmica imediatamente disponíveis.

Segundo João Ricardo Filgueiras Tognini, responsável pelo protocolo, o projeto é relevante para a saúde pública e pode ser replicado em outras regiões de Mato Grosso do Sul se bem-sucedido. A superintendente de Gestão Estratégica da SES, Maria Angélica Benetasso, destacou que o projeto é uma iniciativa alinhada à proposta de regionalização da saúde do governo estadual, buscando introduzir serviços de cardiologia na região de Três Lagoas.

O Hospital Regional da Costa Leste Magid Thomé foi escolhido como referência, devido à sua estrutura já existente, incluindo serviços de hemodinâmica e terapia intensiva, com potencial para inclusão de uma unidade intensiva cardiológica.

Elaine Cristina Ferrari Furio, secretária Municipal de Saúde de Três Lagoas, ressaltou: “A partir do momento em que o Hospital Regional começou a fazer todo o atendimento de urgência e emergência em cardiologia, nosso município diminuiu em 40% o número de transferências para Campo Grande. Então, para quem está na luta, no dia-a-dia, sabe da importância dessa diminuição, são menos pacientes nas estradas e eu tenho certeza que a qualidade desse atendimento também melhorou muito para esse paciente. Hoje é mais um passo, estamos trabalhando para esse fortalecimento para que a gente consiga trazer cada vez mais novidades para o nosso hospital”.

Já Henrique Schultz, diretor-geral do hospital, enfatizou a inovação do protocolo para a região e seu potencial de aplicação em todo o estado.

E Vitor Hugo Cavalini, membro da equipe de cardiologia, destacou os benefícios do protocolo para a região, visando um atendimento mais rápido e eficaz para pacientes com Infarto Agudo do Miocárdio.

Participaram da reunião representantes dos municípios de Três Lagoas, Água Clara, Aparecida do Taboado, Brasilândia, Cassilândia, Inocência, Paranaíba, Santa Rita do Pardo e Selvíria. Os municípios elegíveis deverão realizar a adesão ao projeto, conforme os critérios estabelecidos.

Compartilhe nas Redes Sociais

Outras Notícias